17 maio, 2009

Descansar na mão de Deus






Na mão de Deus, na sua mão direita,
Descansou afinal meu coração.
Do palácio encantado da Ilusão
Desci a passo e passo a escada estreita.

Como as flores mortais, com que se enfeita
A ignorância infantil, despojo vão,
Depois do Ideal e da Paixão
A forma transitória e imperfeita.

Como criança, em lôbrega jornada,
Que a mãe leva ao colo agasalhada
E atravessa, sorrindo vagamente,

Selvas, mares, areias do deserto...
Dorme o teu sono, coração liberto,
Dorme na mão de Deus eternamente!

(
- Antero de Quental -)

***********************************************

Descansar na Mão de Deus
é o alento dos cansados
é o sossego que vem como benção
para apagar as redenções falsas da ilusão

Descansar na mão de Deus
é a aceitação ativa dos movimentos que a vida faz
e, com eles e ela, fazer alianças
para avivar a fé e a esperança

Descansar na mão de Deus
é sentir e saber-se amparado
por este fora, a divindade...

E é saber-se amparado por esse dentro
o NAMASTE em ação
Porção divina que habita cada um de nós

Descansar na mão de Deus
é dormir... sabendo-se acordado e desperto...
com a realidade sendo vista tal como se apresenta
liberta, finalmente, das garras da ilusão!

Que a mão de Deus nos acolha e nos aconchegue
para podermos descansar...
e abrir nossos olhos...
para ver mais e melhor
com paz no coração
e confiança infinita!

( - Cerriky CRK - )

Um comentário:

Katia disse...

Como ficou bonita a sua colocação!!! Você é mais que demais!!!

A ilusão é tão cativante, tão atraente... Eu nunca vi outra coisa tão magnífica para vendar-nos os olhos... rs
Sou uma irremediável sonhadora, mas não vivo num mundo à parte. Brigo muito comigo mesma por esse 'Descanso na mão de Deus'... Na vida é preciso sonhar, sim, mas saber sonhar sem ilusões.

"Saber não ter ilusões é absolutamente necessário para se poder sonhar".

- Fernando Pessoa -