10 janeiro, 2010

"O mais que faço, não vale nada." ou sobre A morte e o Fim, qualquer fim...






"O mais que faço, não vale nada.
(Fragmento de Cântico Negro)
(José Régio)


Tudo tem um fim.
Queremos evitá-lo.
E não podemos...


Dor. Resistência. Medo.
Sofrimento.
Impotência.


Existe morte-dentro-da-morte-dentro-da-morte.
Existe fim-dentro-do-fim-dentro-do-fim.
Qualquer fim...


O fim, a morte, trazem mudança.
Recomeço.
Sempre.



Dor. Resistência. Medo.
Sofrimento.
Potência...




"O mais que faço, não vale nada."


...


Faço tudo que posso.
O mais... é nada!
Fim.


Não faço nada.

2 comentários:

Kátia disse...

Tudo na vida tem um fim ou recomeço ou transformação. São ciclos, fases, etapas a serem vencidas para o aprendizado do que é viver. Nunca sabemos bem por que certas coisas nos acontecem nem por que nossas vidas dão reviravoltas... Passa. Sempre passa. E de tudo, tudo e tudo, sempre saímos mais fortes.

.

marry-magia& disse...

Tudo que esta a nossa volta tem fim...mas o que é o fim? se ñ uma tranformação para um outro estado(...)como a semente...numa terra fértil.