18 outubro, 2014




Não, não deve ser nada este pulsar
de dentro: só um lento desejo
de dançar...

- Ana Luísa Amaral –




Nenhum comentário: