29 junho, 2009

Os anjos "de carne e osso", encarnados II... e suas ações no cotidiano






Que maravilhosos parceiros eles - "vocês anjos de carne e osso" - são para os nossos anjos da guarda, os espíritos guias, geralmente invisíveis aos nossos olhos... Eles - vocês anjos encarnados, são verdadeiros presentes que aparecem na hora certa, pelo motivo certo e com a função certa, de acordo com o plano e a vontade de Deus para nós... aqui. Uma verdadeira benção!

Eles entram na nossa vida como se fossem uma brisa que sopra no final de uma tarde quente de outono. Dá para sentir esse prazer logo no início!

Sua chegada nunca é casual: eles vêm quando estamos frágeis e/ou quando nos sentimos frágeis... quando nossas forças parecem... sucumbir ao desânimo, à tristeza e ao desalento e... quando o que eles sabem fazer ... nós não sabemos ou estamos desabilitados!

Inusitado é o fato de que eles e elas chegam como "quem está passeando"... porque há uma certa... suavidade no jeito deles. As vezes é um jeito de sorrir, noutras é um jeito de... caminhar, olhar, escutar com ar severo, atento e concentrado; noutras ainda, é... um jeito doce e delicado de... escutar ou falar...
As vezes, também... parecem nem estar ligando para o que (e estão certos nisso, descobri) a nossa ansiedade e nervosismo estão tagarelando, falando (descartam nossa mente cheia de bobagens e fixam sua atenção noutras coisas... que não dizemos...)

Uma leveza que contrasta com o que estamos... vivendo, sentindo, pensando. Mas acho que eles não percebem isso... porque estão noutra sintonia...


Mais uma vez me encontro com eles: os anjos de "carne e osso"!

Continuam divinamente humanos... atendendo pelo nome, quando os chamo.
E continuam humanamente divinos!

Surpreende-me o como e o quanto são diferentes entre si: uns são sorridentes e falantes; outros, sérios e silenciosos; há os que prestam contas de seus fazeres espontaneamente e há, ainda, os que só dão a conhecer suas atitudes quando indagados. Cada um deles, nessa sua diferença é maravilhosamente competente.
Resolvem problemas difíceis e complexos com uma grande simplicidade e com grande determinação. Sabem o quê e quando fazer (cada um na sua "especialidade" - e não no famigerado especialismo...) e fazem!

Parecem não perder tempo com... com o que não precisa.
Parecem habitar um OUTRO tempo e ocupar um OUTRO espaço... neste nosso tempo e espaço!

De que competência falo?
Da competência profissional, pois eles têm diferentes profissões.
Da competência parental, pois eles têm diferentes graus de parentesco comigo.
Da competência amigável: já que alguns são amigos de longa, longa data.
Da competência humana, pois todos tomam atitudes baseados na sua percepção emocional, intelectual e espiritual.
Delícia vocês todos.

O engraçado disso tudo é que a maioria deles nem se quer supõe que eu os veja como anjos: eles não tem consciência crítica disso.
Eles fazem o que devem fazer - e o fazem com maestria - e pronto.
Ponto

Continua a impressionar-me - e por isso friso isso - a capacidade de decisão que possuem: eles e elas parecem sempre saber o que fazer e o fazem com tamanha desenvoltura e tranquilidade... que um poderoso sentimento de confiança me invade...

Claro está que eles sentem ansiedade e medo, até já me "confidenciaram" isso... talvez a melhor palavra seria... compartilharam isso: são humanos (e cometem erros, mas, ao contrário das evidências generalizantes, estão sempre prontos a re-ver suas atitudes e decisões.) E, nessa sua humanidade... são absurdamente divinos, centrados, experientes e competentes.
Um traço comum a todos eles é que sabem dizer NÃO SEI... e o dizem com tanta... naturalidade e "sem vergonha"... que nem dá para se surpreender... pois logo, um tempo depois... eles aparecem com uma resposta. Magia de descobrir... meios, caminhos... respostas práticas e orientantes!

Todo buscador e "iniciado" sabe que isso é... básico... para muito saber... que nada se sabe, ainda que se saiba muito!
Eu os admiro tanto por isso... também!


Claro está que eles resolvem problemas e "destrincham" situações com uma desenvoltura de causar espanto: mostram-se calmos, tranquilos, seguros, pacientes e afetuosos: mais um atributo da sua divindade humana.



Mais uma vez percebo que eles não "escolhem" ser ou estar anjos. Eles "estão" anjos naqueles instantes - com tempo marcado (um tempo cuja variabilidade é diferente em cada situação e para cada um deles e que não é definido por eles, mas por Deus) - e que, nesses momentos... esse "estão anjos" se transforma em "são anjos"... tem duração/durabilidade infinita. Eterna!

Estes anjos, aos quais me refiro agora... são Cuidadores: eles cuidam, velam, acolhem, tomam conta... trazendo conforto, bem estar, segurança e tranquilidade... em situações muito difíceis... mas que, eles e elas... parecem achar fáceis. Seria esse um aspecto da sua humanidade profissional? Ou, seria esse um aspecto divino da sua experiência humana?
Ambas as coisas, penso.

Usam uniforme, manejam instrumentos. Andam "à paizana" e ficam sentados em estado aparentemente contemplativo...
Precisam e fazem questão de mostrar - não todos, pois há, também, os que precisam ser "convencidos disso - que necessitam de "um tempo " para si próprios: momento de recomposição e auto-companhia... desligamento que gera... ligação, sintonia, conexão... depois!

Alguns eu sei o nome, outros não. Como esse é um texto-testemunho e, acredito eu, todo testemunho é pessoal... já que só é possível testemunhar o que vejo, vivo, escuto, sinto, quero dizer que são lindos e belos os seus afazeres e a sua dedicação:

Regina, Clarissa, Grazi, menino anônimo (do oi, dos beijos atirados para mim e do tchau... com direito a nova "saraivada" de ois e tchaus, mesclados com muitos sorrisos...), Marli, Joice, Eduardo, Dani, André, Luciano, Tiago, Cláudio, Natal(ino), Rute (com te), Pompa, Claison, Andréa, Vitor, Lúcia, Tati, inominadas da noite, inominado da noite e mais alguns anônimos...



Cada um deles, do seu jeito único, singular e intransferivel fez e faz muito, ainda que pouco possa lhes parecer... sim, pois há essa questão, também, que os atravessa: uma humildade empertigada que nada mais é do que... dignidade!

Como é gratificante, lindo, gostoso VER isso!

Há, ainda algumas outras características que os denunciam: afabilidade, compreensão, segura tranquilidade, capacidade de decidir com firmesa e, algumas vezes, imcompreensão e intolerância para com o que está mal feito e incorreto: são guerreiros e guerreiras!
Eles levantam as suas espadas e vão corrigir o que os outros deixaram ...

Nessa humanidade-divina e nessa divina-humanidade é que vamos aprendendo... apreendendo... e crescendo como pessoas mortais e espíritos imortais; eternos.

A cada um deles - vocês meus anjos queridos e amados _ o meu muito, muito, muito obrigado!

A minha reverência, o meu afeto, o meu respeito e o meu amor a um outro anjo encarnado, que neste dia de hoje completa 79 anos, meu pai, que do alto do seu vôo QUASE inatingível, está nos mostrando que tudo isso existe... o meu muito obrigado... de todo coração, mente e espírito!




Posts vinculados (e complementares):

1. Psicologia e Vida Livres: Os anjos "de carne e osso", encarnados.. e suas ações no cotidiano.

2. Psicologia e Vida Livres: Ainda Somos Anjos, Jorge Reigada

3. Psicologia e Vida Livres: Clarice Lispector... sobre os anjos

4. Psicologia e Vida Livres: Os anjos e os magos

7 comentários:

Cerikky.. Cesar Ricardo Koefender disse...

Engraçado: não sou o tipo sonhador que fica vendo anjos em todos os cantos e lados. Pelo contrário: sou bastante racional e não dado às emoções; mais realista do que...
Mas...
Mas...
Mas...
As minhas emoções e sentimentos dialogam com a minha razão, raciocínio e pensamento... até que... lá estou eu... vendo anjos em profusão... todos diferentes, com n cores, matizes e belezas de ações no cotidiano.
Humano e divino!
ponto

Adoro eles, todos eles!

MENINA disse...

My Dear Rick, amei o seu texto sobre os Anjos, simples, bonito e forte! ficou lindo! eu acredito que os Anjos sejam espíritos repletos de encanto e de luz;guias celestiais dotados de divindade,cantando a linguagem do amor,são mensageiros da alegria e da dor tb,bendito seja ele,o anjo de cada um!Eu acredito sim,querido amigo,que eles nos mostram muitas vezes o caminho...seja através de outra pessoa,seja nos nossos sonhos... seja no dia-a-dia..basta sabermos ouvir a nossa voz interior. Ah,a homenagem linda que fez ao seu pai,me emocionou e muito..me fez lembrar do meu pai,que foi um anjo em minha vida...e que infelizmente já foi ao encontro do Pai,mas eu sei que através do meu anjo,ele olha por mim aqui neste plano. Vc soube mostrar com o texto que acreditar não é difícil nunca, é só saber amar! Bjus no seu coração de anjo! Cássia

Katia disse...

Bonita homenagem ao aniversário do seu pai.
Fiquei emocionada com sua emoção.

Para mim, esse blog é como a natureza.
Ele é como sinto:
O mar...
A lua...
O sol...
As estrelas...
Tudo!!!
Sempre exerce um poder muito positivo em mim.

Deus, estrategicamente, coloca pessoas-anjos por aí.
Você é uma delas.

.

Rose disse...

Simplesmente lindo seu texto!

Anjos de todos os jeitos que de alguma forma,sempre estão ao nosso lado...

Vitor disse...

Ciiiiiiiizar! Meu Querido Amigo... ...que belas palavras!!! Lendo-as com os olhos, e com a memória, me senti envolvido por uma intensa leveza! Num vôo lento, sem velas, na direção do sempre e da certeza. Se, por vezes, “estamos anjos”, na forma como tu desenhas nessa bela tela de homenagens... ...Meu Amigo, Meu Querido Amigo – e neste momento “Meu Querido Anjo” – esteja certo, muito certo, de que muito já pude contar com as tuas “Asas”. Te agradeço profundamente, emocionado, pela homenagem, pelo carinho sincero, e por estar presente entre os Meus Anjos.

Cerikky.. Cesar Ricardo Koefender disse...

Você que estão comentando aqui "são suspeitos" meus amigos virtuais-reais e meu amigo anjo real Vitor!
Que legal recebê-los aqui também.

Cássia: querida Cáh sua simplicidade direta me comove: linda a sua fé e a suas colocações, obrigado.
Beeeijo.

Kátia: você sabe que a adoro e que nossas conversas andam sempre repletas de temas polêmicos e cheios de humor... você chegou nesse ano na minha vida, no ork e aqui... uma delícia de presença. Volte sempre!
Beijo e abraço my dear.

Rose: sempre econômica nas palavras e sempre direta... também acho você adorável. Você está no meu ork desde o início... e, agora, está seguindo este blog... que honra... separou muito joio para chegar nesse trigo... hem virginiana querida... kkkkkkkkkkkkkkk
Beijo estralado.

Vitor: sim meu amado amigo de tantos anos... quantas coisas já passamos juntos, estando perto ou longe ... sempre estávamos juntos... contar com você é uma benção, meu anjo de carne e osso.
Amo você meu camarada.

E, agora resolveu comentar aqui no blog.... rsrsrs... nossa que emoção... volte, volte e volte certo?

Esqueça sua timidêz garoto... e mostre-se... kkkkkkkkkkkk
Abração!!!

Soulluz disse...

Gratidão pelo texto, Lindo, um anjo reconhece o outro, acho que vc também é um Anjo! Namastê! Gostaria que visitasse meu blog: soulluz.blogspot.com.br