11 fevereiro, 2009

Nas horas difíceis da ingratidão e da injustiça...





Não te preocupes com a ingratidão, a inveja, o ciúme e a falta de reconhecimento dos outros. Eles não sabem o que fazem; se soubessem, certamente não te tratariam da forma como trataram.

Segue o teu caminho fazendo o que te parece certo e tentando acertar, sem medo de ser feliz. O teu ego e o teu orgulho ferido só servem para deixar as coisas como estão: ruins.

Não te preocupes com as percepções que esses outros têm a teu respeito: eles só podem ver o que os seus olhos lhe permitem ver, de acordo com seus paradigmas.

Pensa de forma positiva, faz o melhor que puderes; se for a vontade de Deus, tudo se resolverá da forma que tu desejas; caso contrário, mais tarde, poderás perceber que, ainda assim, tudo está bem e correto. O Pai celestial nunca abandona seus filhos; Ele sempre nos ajuda, mesmo quando não percebemos.

Evita cultivar sentimentos de mágoa, rancor, raiva e desprezo pelas fraquezas e falhas alheias; respeita teus sentimentos, identifica-os, porém não os cultive. Livra te deles e segue em frente. Tudo se resolverá!

UM CARINHOSO ABRAÇO. CÉSAR: Cerikky!





Postagem relacionada:

Psicologia e Vida Livres: A arte do corte e sua relação com a (in) justiça, pelo mago-mor

3 comentários:

Magza Luisa disse...

Belissímo, o que mais posso dizer...
Vivemos em um mundo repleto de ingratidão e injustiça, realmente alimentá-los seria reforçá-los, nos dar a devida atenção e respeito é o que melhor podemos fazer.
NÃO ESQUEÇAMOS QUE A GRATIDÃO É A MÃE DE TODAS AS VIRTUDES.

PARABÉNS PELO BLOG!!!! É MUITO ESPECIAL, ADOREI, VOLTAREI SEMPRE.

Um beijo e forte abraço,


Magza Luisa

Nanda disse...

Parabéns pelo BLOG adorei mesmo, e realmente me fez refletir muito!! Tem dias que precisamos de umas palavras assim para podermos seguir em frente e foi assim que as tuas me motivaram!!!

Forte Abraço!! Fenanda Dias.

Bruno disse...

parabéns adorei beijos
tiamoooooooooooo